O figurino de Pulp Fiction e a nova coleção da Urban Decay

A Urban Decay lançou há pouco tempo uma coleção em homenagem a uma das personagens femininas mais marcantes do cinema moderno: Mia Wallace. Comemorando os 20 anos do filme Pulp Fiction, decidimos relembrar um pouco do figurino que marcou a década de 90, tanto com os personagens masculinos quanto com a heroína sexy interpretada por Uma Thurman. Vem relembrar esse clássico!

Pulp Fiction é unanimidade dentro da filmografia de Quentin Tarantino. Quando estreou, o filme fez uma revolução no cinema da época, se tornando um marco na história da sétima arte e consagrando o diretor como um dos grandes nomes de sua geração. Seu alcance foi além das telonas, influenciando também a televisão, a arte, a música, a publicidade e principalmente a moda. Não é à toa que o longa é considerado pela crítica como o filme mais influente da década de 90, sendo descrito até como um evento cultural.

Um resuminho: O filme se passa em Los Angeles e mostra as histórias de dois assassinos profissionais e a esposa do gângster que os chefia, um casal de assaltantes e um pugilista pago para perder uma luta. As três tramas, que apesar de diferentes são interligadas, abordam o tema da violência e são contadas fora da ordem cronológica.

O nome faz referência às revistas do gênero Pulp, que eram baratinhas e bem populares nos anos 40. Elas tinham como característica a mistura de humor com violência, diálogos ricos, narrativa não linear e alusões à cultura pop (qualquer semelhança com o roteiro do filme não é mera coincidência). O próprio cartaz do filme se assemelha às capas dessas revistas.

 

Pulp Fiction se tornou referência de moda no século XX e até hoje continua influenciando o cenário fashion. O figurino foi assinado por Betsy Heimann (que foi responsável por Cães de Aluguel, também de Tarantino, e Quase Famosos, outro filme que tem o figurino maravilhoso)  tem como principal característica o estilo minimalista, ou seja, limpeza de cores e formas.

O figurino mais incrível é o de Mia Wallace, interpretada por Uma Thurman. Como ela era casada com um mafioso, suas roupas precisavam combinar com o ambiente violento que a cercava. Por isso a única exigência de Tarantino para Betsy era que as roupas de Mia fossem a versão feminina das roupas usadas pelos gângsters em Cães de Aluguel. Então a personagem aparece de camisa branca e calça preta sequinha, seguindo a linha minimal. O cabelo era um corte chanel com franja inspirado nas femme fatales interpretadas por Louise Brooks em a Caixa de PandoraMelanie Griffith em Totalmente selvagem. Para dar mais sensualidade: esmalte e batom vermelhos. O look se tornou um clássico. Na época do lançamento do filme, o tom de esmalte usado pela personagem (Rouge Noir da Chanel, depois rebatizado de Vamp) triplicou suas vendas!

 

O figurino da dupla de assassinos Jules Winnfeld (Samuel L. Jackson) e Vincent Vegas (John Travolta) também marcou época. Os dois apareciam em ternos pretos impecáveis combinados com gravatas também pretas, seguindo a mesma linha já trabalhada em Cães de Aluguel, o que passa uma ideia de que esse é o uniforme para assassinos. Para diferencia-los, Betsy utilizou alguns detalhes que refletem as personalidades da dupla. Jules aparece com um cabelo inspirado no soul combinado com o colarinho da camisa mais fechado, indicando que o personagem foi um pastor. Já Vincente tem uma pegada mais cowboy, com cabelo liso e comprido.

 

O legado de Pulp Fiction na moda continua até hoje. Uma prova é a mini coleção que a Urban Decay lançou. A marca oferece itens para você mesma usar o visual icônico de Uma Thurman no filme, com direito a batom, lápis de boca e esmalte nos tons de vermelhos, delineador preto com glitter e paleta de sombras em tons neutros. Vem até com um folheto com o passo a passo para reproduzir o look!

 

Todas querem ser Mia Wallace!

||||| 2 amei! |||||

Looks para inspirar #20 :: Cores neutras, combinantes e uma pochete

Se você segue nossos posts semanais de Looks para inspirar, já deve saber do poder que as cores têm para ajudar a potencializar suas produções. E para fazer elas trabalharem a seu favor, basta um pouquinho de inspiração. Ah, e também é preciso sair do lugar comum e ousar de vez em quando! E ver mulheres mais ousadas ajuda a pensar em experimentar alguns looks novos, é claro.

 

Elvira Abasova: Quem já acordou um dia com vontade de usar todos os acessórios mais coloridos que tem? Eu já senti isso, e a melhor maneira de aproveitar essa vontade é balanceando com roupas básicas e que combinem com o estilo dos acessórios que você tem. Depois, é só sair por aí toda colorida.

 

 

Kendall Jenner: Ta procurando uma peça neutra, mas não quer usar nem preto nem branco? O cinza é a solução! Também é um ótimo ‘neutro claro’ para quem não gosta de usar branco pela transparência ou por sujar fácil. Ah, e ter casacos nessa cor sempre deixa o look mais cool.

 

 

Manu Demonti: O inverno já está acabando e você já começou a guardar aqueles casacos pesados e a sonhar com estampas de flores e folhas, certo? Mas não guarda suas botinhas e outros acessórios invernais não! Eles são perfeitos para usar com essas roupas mais tropicais e ainda podem ter vida mais longa ao seu lado, ao invés de ficarem esquecidos por seis meses.

 

 

Kendi Skeen: Taí, amei essa combinação de vinho com verde neon! Confesso que nem gosto muito de cores muito ‘coloridas’, mas o vinho balanceou tão bem o neon que ficou até chique.

 

 

Bruna Marquezine: A prova de que nossas dicas resultam em looks realmente bonitos: cabelo preso num estilo camponesa que combina com mais looks do que você imagina (que mostrei um parecido aqui) e o charminho do batom combinando com a cor do sapato (que saiu aqui).

 

 

G. Hannelius: Adoro reverter o que tem de mais normal na moda. A camisa jeans é um exemplo, que tira o tecido que é clássico em peças de baixo e traz para cima. Mas qualquer outra inversão é interessante, como usar couro numa blusa e não numa calça, tricô em saias e não em casacos, etc.

 

 

Cara Delevingne: Terno com tênis não é só para meninos moderninhos não, as menians também podem aproveitar o look! Amei como a modelo contrastou o sexy do decote com os colares e o esportivo do tênis. Beijo pro conforto!

 

 

Michelle Monaghan: Sabe aqueles cintos grandes e esportivos que provavelmente seu pai/irmão/namorado tem? Eles podem dar super certo com looks mais casuais ou femininos! E como eles são sempre de cores mais neutras, pode combinar com muitas peças suas.

 

 

Uzo Aduba: Ta em dúvida em qual cor de batom ou sombra usar? O mais fácil é repetir alguma cor que está na roupa, de preferência a mais neutra. Como a Uzo, que usou vinho, preto e prata na maquiagem – tons que aparecem no vestido.

 

 

Sarah Jessica Parker: Pochete na noite de gala, bebê! Ok, só SJP poderia usar a bolsa numa ocasião dessas, mas a ideia aqui é ousar nessa ocasião. Esquece a clutch e procura uma bolsinha mais diferente para usar naquela festa – vai deixar seu look muito mais interessante.

||||| 0 amei! |||||

As tendências jovens e ousadas da London Fashion Weeek

Meu caso de amor com a Inglaterra – e coincidentemente com a moda! – começa lá em 1996 ao som de “Wannabe”. As Spice Girls e suas plataformas, calças esportivas e vestidos com a Union Jack estampada foram o suficiente para eu ter certeza que a Terra da Rainha era completamente diferente de tudo que eu já tinha visto. E foi aos 7 anos que eu descobri que o Reino Unido (afinal, porque limitar meu amor só a Inglaterra? Vem Irlanda! Vem Escócia! Vem País de Gales!) era a minha DisneyLand!

A moda na Inglaterra é divertida, jovem, ousada e deliciosamente inspiradora. E é por isso que eu afirmo: não existe semana de moda como a de Londres!

TOTAL BLACK

Enquanto no NYFW quase todos os desfiles apresentaram um look Total White (perfeito para o verão e suas temperaturas altíssimas), no LFW o que vimos foi um mar de looks escuros. McQ Alexander McQueen resolveu que o seu verão seria preto, branco e prateado e Tom Ford fez uma apresentação repleta de looks Total Black.

METALIZADOS, HOLOGRÁFICOS E CINTILANTES

Já os tecidos metalizados, holográficos e cintilantes (claro que eles também apareceram por lá!) estavam por todos os cantos: em shortinhos no desfile da Felder Felder, em vestidos do Markus Lupfer e em looks completos da Ashish, que teve a modelo canadense Winnie Harlow como destaque do desfile!

OVER

A Red Label da Vivienne Westwood passou longe dos Long Blazers vistos no NYFW e desfilou oversized blazers saídos dos anos 80, curtinhos e de ombros largos. Sua coleção foi toda inspirada no referendo da independência da Escócia, logo nada mais adequado do que vestir suas modelos piratas-rebeldes com “terninhos”. A modelagem over também apareceu nos desfiles de Thomas Tait e Sibling, que usou mega laçarotes na cabeça das modelos.

SPORTY

A tendência esportiva vista com a Lacoste, Alexander Wang e a DKNY em NY voltou a aparecer em Londres. A Preen Line conseguiu misturar a tendência esportiva com tecidos finos marroquinos, meias soquete listradas e cintos de fivela de clique – mais anos 90 impossível! Já os casacos utilitários e estilo Rain Coat que apareceram aos montes no NYFW, ganharam cores, estampas e texturas no LFW e garantiram seu espaço nos dias nublados de Londres. Tem tendência melhor para a cidade chuvosa?

FUNNY LOOK

Também foi por lá que Peter Jensen resolveu trazer toda a turma do Snoopy para estampar sua coleção repleta de amarelo-Woodstock, e que a House of Holland mergulhou de cabeça na ideia da primavera e apresentou uma coleção flower power quase caricata de tão estampada. (Eu disse que a moda aqui era divertida!)

TULE

A cintura marcada muito desfilada em NY chegou em forma de tule que amarrava os Trech Coats centenários da Burberry. O tule também foi escolhido por Christopher Kane para dar vida a saias rodadas, detalhes assimétricos e golas dramáticas em seu desfile impecável. (Um dos meus favoritos!)

ACESSÓRIOS DIVERTIDOS

E, por fim, vale se apaixonar pelos divertidos acessórios da Stella Jean e da Mothers of Pearl. Animais saídos do safári, frutas tropicais e olhinhos maquiados apareceram adornando orelhas, pescoço e os braços cheios de estilo das modelos.

Uma moda linda, diferente, ousada e divertida, bem do jeito que eu aprendi – lá com as Spice – que a moda deve ser.

||||| 3 amei! |||||

Beijinho no ombro pra você que virou diva

Como já disse na minha apresentação (aqui), sou Locutora de uma rádio popular aqui no Rio. E, quando usarmos o termo “popular”, significa que não se trata de algo segmentado. Tocamos de (quase) tudo: pagode, axé, pop, hip hop, e… Funk.

Uma das primeiras pessoas que criei um laço afetivo, digamos assim, foi Valesca Popozuda. Pois é, nos conhecemos há uns seis anos atrás, quando ela ainda era vocalista da Gaiola da Popozudas. E, como uma funkeira que se preze, era adepta de shorts curtos, roupitchas beeeem apertadas, barriga de fora…

Porém, esse estereótipo ficou pra trás há mais ou menos um ano, quando Valesca decidiu seguir carreira solo. Foi aí que, junto ao seu empresário, chegou a conclusão de que precisava dar uma mudada e encontrar um certo equilíbrio em suas produções. Então, com indicação de sua assessoria, encontrou a Stylist Marcella Vinhaes, que é a grande responsável por essa transformação incrível que a gente tem acompanhado. E, mesmo que não seja uma novidade, eu quis ouvir tanto a Va quanto a Ma (sim, sou íntima! rs), pra que elas mesmas falassem como foi todo esse processo. Porque, a gente vê e todo mundo fala sobre o resultado MARA, mas ninguém fala com detalhes o desenrolar dos fatos.

 

Valesca diz que a sintonia entre as duas foi de cara. Tanto que, à princípio, Marcella foi contratada pra um primeiro compromisso, que era uma festa de 15 anos. Em seguida, foi dar uma ajudinha no closet e, assim, o trabalho começava a ser desenvolvido.

Pra começar, quis saber da Marcella como foi topar esse desafio (e que desafio!). Ela conta que em momento algum pensou em recusar esse trabalho com Valesca pelo fato de se tratar de uma Funkeira. “Sempre curti Funk. E foi um prazer ter oportunidade de trabalhar e estar com ela“.

Obviamente, a mudança não foi uma coisa que aconteceu da noite pro dia. Primeiro, ela quis despertar o interesse de Valesca pelo mundo da moda, apresentando marcas internacionais, blogs, e levar as tendências para o dia a dia da cantora. “Foi uma mudança lenta, sem nada muito radical“, diz a Stylist que considera o tubinho preto e a bolsa Chanel que Valesca usou no Fashion Rio, um marco dessa mudança.

 

Sobre a escolha das roupas, Marcella apresenta opções e diz o que ficaria legal para cada ocasião, até porque já sabe o que fica bem ou não no corpo da Valesca, que normalmente gosta bastante das idéias prontas que a Stylist apresenta. Mas a cantora diz: “Participo das escolhas nem que seja via fotos no Whatsapp!“.

A parceria deu certo e, hoje, temos Valesca uma extremamente antenada em moda. Conhece mesmo! Das peças queridinhas, uma bolsa Balenciaga, sua primeira bolsa de marca, camisetas Givenchy, saltos Louboutin e quatro bolsas Chanel, (sendo uma delas, o provável item mais caro que tem, a clutch perfume). Sei também de uma história que ela quase perdeu um vôo voltando da Europa por causa de uma sandália Giuseppe Zanotti. As compras, além de viagens, são feitas em sites que possam parcelar (quem não gosta?). Mas, mesmo assim, ela me garantiu que é daquelas que, se encontrar alguma coisa que goste em uma feirinha, vai lá, compra e usa.

 

Essa mudança não fica apenas na maneira de se vestir. Valesca apresenta um corpo mais magro do que o bombado de uns tempos atrás. E pra conquistar esse shape, faz massagens, um tratamento para retenção de líquidos, e exercícios sempre que pode, além de uma alimentação mais balanceada.

Valesca tá/é diva, frequentadora de eventos importantes relacionados a moda (como o “Baile da Vogue” e, mais recentemente, o jantar de um site de comércio de roupas e acessórios),  se tornou uma mulher elegante… Mas uma coisa, não tem como mudar: “Ahhh… Eu gosto do meu popozão assim… Não mexo mesmo!

E nem a gente quer que você perca o seu item mais valioso!

||||| 17 amei! |||||