Exaltar mulheres fodonas é um dos nossos propósitos aqui no Modices. A de hoje: Daniela Cachich, ex-VP de Marketing da Heineken Brasil e hoje VP de Marketing da Pepsi Co explica como foi trabalhar em um ambiente dominado por homens.

Todo mundo já está cansado de saber que comerciais de cerveja adoram explorar a imagem da mulher de maneira horrível, fazendo dela um objeto – que além de tudo tem que ser sempre sensual, saradona e se for loira, melhor ainda. Mas a gente também sabe que esse é o tipo de marketing pré-histórico que já não faz mais efeito e ao invés de estar alcançando os objetivos, anda é incomodando por aí. E é por causa desse incômodo, e principalmente de quem chama atenção para ele, que estamos começando a ver uma mudança de posicionamento de algumas marcas de cerveja.

dani2

Graças a deusa, nesse meio do marketing e das cervejas existiu uma mulher chamada Daniela Cachich. Ela foi vice-presidente de marketing da Heineken Brasil – hoje ela é vice-presidente da Pepsi Co como toda boa profissional bem requisitada. Pois é, uma mulher ocupando um cargo altíssimo numa marca ~~~masculina. É porque já foi o tempo (ou já era pra ter sido) que cerveja era uma bebida considerada “de homem”, já foi o tempo em que mulheres eram desconsideradas como importantes na decisão de escolha da marca de cerveja. Por isso, estamos chegando em um momento onde não “cola” mais tentar vender cerveja denegrindo a imagem da mulher. O mercado precisa mudar.

E está aí Daniela mostrando que não só é possível tratar mulheres como se elas fossem pessoas, como também é possível que a marca seja criativa, esperta, lucrativa e inovadora no processo.

Daniela Cachich foi peça fundamental no crescimento da companhia como um todo e na consolidação da Heineken Brasil como o terceiro maior player do mercado nacional de cervejas em 2015. A força da mulher é incrível, né? Ela, como todas as mulheres que ocupam cargos mais altos em ramos majoritariamente masculinos, já teve que provar muito e trabalhar duas vezes mais para provarem que aquele espaço que elas ocupam é delas de direito.

Para aqueles que duvidam, sempre existe uma listinha de premiações que pode ser esfregada na cara, não é mesmo? Em 2013, foi eleita como uma das 50 profissionais mais Inovadoras do Brasil pela ProXXIma Magazine e, em 2014, figurou entre as Top 10 profissionais de Marketing do Brasil pelo Meio & Mensagem e ainda foi Women to Watch pelo Meio&Mensagem/AdAge. Em 2015 recebeu o Prêmio Caboré 2015 na categoria profissional de marketing.

Em entrevista para o Propmark, Daniela fala aquilo que todos nós já sabíamos: não precisa explorar a mulher para vender cerveja.

“… eu nunca precisei, como mulher, colocar este tema na mesa de discussão. Essa linha de pensamento de que não é preciso explorar a mulher para vender cerveja é praticamente um senso comum dentro da empresa. Até porque eu tenho muitas mulheres que são minhas consumidoras. 30% dos consumidores de Heineken são mulheres. Por que eu exploraria elas? Pelo contrário.” – Daniela Cachich, VP da Heineken Brasil

Além de tudo ela trabalhou durante 10 anos na Unilever, e se você conhece o grupo e tem lembrança desse nome e do nome das marcas que fazem parte do grupo, é graças a ela e todo o trabalho que ela desenvolveu por lá.

O B9 revelou recentemente um dado muito importante que : 65% das mulheres não se identifica com as propagandas e só 10% do corpo criativo das agencias é feito por mulheres. E sim, isso tem tudo a ver com as doses de pequenos ou grandes machismos que vemos por aí nos comerciais em geral. Sobre isso no ramo das cervejas, a Daniela comenta:

“É muito triste saber que muitas campanhas saíram de criativos com 30 anos. É muito triste ver uma geração tão nova, tão de vanguarda fazendo coisas tão anos 80.”

No fim, Daniela diz que nós mulheres não devemos que achar que não somos capazes de assumir um negócio mais “masculino”:

“Nunca se sinta inferior porque você é uma mulher. Sempre sente na mesa porque você não deve nada pra eles.”

A gente sabe que tem muita publicitária (como nós) se formando por aí, ou muita mulher que tem o desejo de ser. E o nosso conselho é um só: ocupe o seu lugar. Permita-se ter ambição por cargos de liderança, assim como a Daniela.

||||| 15 amei! |||||

Sobre o autor

Esses posts são feitos em conjunto pela equipe - juntando as ideias loucas de umas e a sensatez de outras - e representam o que a gente acredita, aposta ou quer discutir com o mundo. Porque tudo que é compartilhado é mais incrível.