Relato cotidiano da invisibilidade feminina

31 de maio de 2016

Comentários

  • Susany Oliveira

    O feminismo tem me aberto os olhos para muita coisa, mudei muito graças a ele. Hoje vou em busca dos meus direitos sem medo. Ainda sim, fico abismada com as coisas que vem acontecendo conosco. Até quando?! :(

  • carol gonçalves

    que texto maravilhoso.

  • Érica Moraes

    Morei por 3 meses no Peru e me senti assim todos os dias. O único momento em que eu não era invisível era quando eu andava de shorts (e minhas coxas grossas) em algum lugar. Parecia que eu estava ofendendo a população. Voltei ao Brasil achando que aqui era o país mais livre do mundo… bem triste essa sensação.