Na terça-feira passada, rolou o último talk (dessa edição) do #SouDessas na Casa Ipanema –  evento que promove encontros entre mulheres empoderadas dos quatro cantos da cidade para contar suas histórias. Dessa vez, a (minha, sua, nossa) Carla Lemos esteve lá para falar um pouco sobre moda e empoderamento.

Para quem não ficou sabendo do projeto #soudessas, cada edição conta com debates semanais, muitas histórias verdadeiramente inspiradoras e muita (muita!) mina empoderada desse Rio de Janeiro ocupando mais um espaço de fala que lhe pertence. Não há nada comparado a uma boa conversa com mulheres que trilham os mesmos caminhos que você por essa sociedade. Toda conversa é um aprendizado e uma motivação para que a gente nunca pare de lutar, acreditar e ocupar o nosso lugar que é por todo lugar e onde a gente quiser.

#SouDessas

Junto com a Carla nesse dia estiveram Jeanne Yépez, Yasmin Thayná, e pra fechar showzim com Mc Carol. Por aí já dá para imaginar como esse encontro foi lindo, né? E para você ficar um pouquinho por dentro do que rolou, separamos alguns trechos que emocionaram e acalentaram o coração de todas as mulheres que estavam por lá.

Saca só:

soudessas 3

Rolezeira – como ela mesma disse – e feminista desde os quinze anos, Jeanne deixou essa dica aqui para todo mundo que um dia teve dúvida:

“É fundamental que a gente possa ocupar todos os espaços porque todos eles são nossos. O lugar de da mulher é na rua! É preciso perder o medo de ocupar um lugar que é nosso por direito.” Jeanne Yépez – Produtora e Hostess

A Yasmin encoraja e incentiva mulheres negras a continuarem produzindo, criando e sendo referência para outras mulheres negras. Vai ter negra no cinema como atriz, como produtora, roteirista, diretora e em todos os lugares!!!

“Assim como Matin Luther King, eu tenho um sonho. Sonho que a gente se misture!” Yasmin Thayná – Cineasta

A nossa Carla falou sobre moda da forma mais verdadeira possível – como ela já faz por aqui – e como ela faz por aqui também, inspirou e deu uma aulinha sobre diversidade.

“A gente precisa da diversidade porque o padrão único não existe. Precisamos fazer roupas para pessoas mais próximas da gente, e de acordo com onde e como vivemos.”

“A moda tem a cultura de que a gente tem que ter o corpo bonito pra caber na roupa, mas é o inverso. A roupa é que tem que ficar bonita em nossos corpos.

Tem como não ficar toda se tremendo de emoção com tantas declarações de empoderamento? Conversar com mulheres só pode resultar em muita coisa boa e muito conhecimento. O feminismo é amigo de todas nós e é por nós; pela geração que já lutou por ele e pela geração que ainda vai chegar.

soudessas

Nós também conversamos com alguns leitores do Modices, e não podíamos ficar mais felizes com o que eles disseram sobre nós.

“Eu me interesso pelos temas que são abordados e como são abordados. É um blog que abre espaço para a participação dos leitores e se importa com o que ele tem a dizer. Trata a moda como muito mais que se enfeitar. Ele conta histórias. Eu também aprendo muito sobre feminismo, principalmente lá no grupo.” Bianca Caravelos

“Apesar de ser um blog feminino, eu mesmo como homem, me identifico com as mensagens que ele faz questão de passar, acho que tem informação de moda, mas que vai muito além da questão de tendências e looks, pois até quando se trata disso enxergo um posicionamento sociopolítico admirável. Além da aparente missão de empoderar todas as mulheres sem segregação de corpos, cor, raça, condição social e sexualidade, de alguma maneira eu como homem negro gay também me sinto representado e inspirado a ir além sem me preocupar com os padrões que sociedade impõe.” Higor Neves

Lindo fazer parte dessas histórias de autoconhecimento e informação, que como vocês mesmos disseram, vão além do look do dia. ♥

|| Fotos Vitor Ronccally 

Em breve, fotos aqui de Streetstyle desse dia maravilhoso!

||||| 15 amei! |||||

Sobre o autor

Esses posts são feitos em conjunto pela equipe - juntando as ideias loucas de umas e a sensatez de outras - e representam o que a gente acredita, aposta ou quer discutir com o mundo. Porque tudo que é compartilhado é mais incrível.

  • Ani Araujo

    Carla, amei a sua apresentação e pela resposta que me deu no evento. Um super beijo de sua quase vizinha.