Foi nos anos 60 que a moda começou a “desnudar os corpos”: os decotes aumentaram, as transparências cresceram e as calcinhas ficaram menores para se adaptar ao encurtamento das saias.  No figurino de filmes como “Maroc 7(de Gerry O’Hara, 1967), blusas curtas revelavam a barriguinha das atrizes. Como a moda é cíclica, a tendência se repetiu nos anos 90 por meio de Carrie Bradshaw, a personagem da atriz Sarah Jessica Parker em “Sex and the City”, que continua usando blusas curtas até os dias de hoje. Com figurino de Patricia Field, a personagem ajudou a mostrar que o modismo pode ser usado de maneira elegante, e que principalmente deve estar de acordo com a personalidade de quem usa. Já nos anos 2000, as modelos exibiram a boa forma em desfiles de marcas como Printing, Reinaldo Lourenço, Simone Nunes e Yves Saint Laurent.

passarela_texto

Looks de Printing, Reinaldo Lourenço, Alberta Ferretti e Chanel (Imagens: Modices e The Fashion Spot)

No mundo real, a tendência é polêmica. Usar barriga de fora é, muitas vezes, considerado vulgar. A consultora de moda Helen Pomposelli considera esse tipo de produção perigosa e alerta que ela requer muito cuidado. “Para usá-la, o ideal é ter a barriga em forma e usar uma calça que vista bem e não seja muito baixa, para evitar que a calcinha não apareça. A quantidade de barriga aparecendo depende da idade e do corpo da pessoa. Se você tem menos de 19 anos, pode deixar mais pele aparecendo, usar uma bermuda bacana. Para as mais velhas, não acho tão legal. É importante ressaltar, também, que essa tendência não deve ser usada em ambiente de trabalho, mesmo nos mais informais.“, ensina. Helen também explica que essa moda era muito usada por rappers há um ano e que só agora ela chegou a  moda e celebridades. Entretanto, a consultora confessa que nunca foi fã : “Eu não usaria, não é da minha personalidade. Estou completando 38 anos e sempre fui mais retrô, nunca aderi à essa moda. Barriga de fora, para mim, só na praia.

ed

Apesar das consultoras não gostarem, a barriga de fora conquistou as ruas e os editoriais (Imagens: Lookbook.nu e The Fashion Spot)

Em contrapartida, a consultora de imagem Patricia Dalpra foi adepta da tendência e hoje em dia não a usaria mais. “Quando eu era jovem, usei muita barriga de fora. Só não usava mais porque, apesar de ser atleta, nunca fui tão sarada quanto gostaria.“, diz. Patricia acha que a barriga de fora tem, naturalmente, uma conotação vulgar. Mas ela concorda com Helen na questão da idade. “Se usado por jovens como símbolo da juventude, da exposição do corpo de uma forma natural, não vejo problema. Quanto à forma física, é preciso ter bom senso. Por que não mostrar a barriga, se ela é bonita? Entretanto, para quem está acima dos 30 anos, acho que não combina mais. As mulheres devem apostar em mostrar o colo, as costas e as pernas.“. O segredo, para ela, é não usar calças justas e de cintura baixa com blusas curtas e sim fazer um jogo de contrastes. Por exemplo, pode-se combinar a blusa com uma bermuda mais larguinha ou uma calça jeans.

passarela_texto2

Sarah Jessica Parker, Gala Gonzalez, foto de editorial do Modices e Mischa Barton (Imagens: Reprodução e Modices)

A tênue linha entre sensualidade e vulgaridade é ultrapassada por muitas, segundo a produtora Maria Candida, do caderno Ela e do quadro “Transformação” do TV Xuxa. Maria acredita que a melhor hora para mostrar a barriga é durante o dia, preferencialmente na praia. “Esse assunto é muito intrigante. De maneira geral, eu diria que não gosto do visual quase 100% das vezes. Se a mulher estiver fora de forma, a produção pode se tornar um grande desastre.“, diz. Ela confessa já ter sido adepta da moda, de maneira “sutil e delicada”, mas afirma que hoje prefere abusar de looks modernos, elegantes e comportados. Mas,todas as profissionais entrevistadas pelo Modices concordam em uma coisa: se você é jovem, tem menos de 30 anos, e uma barriga enxuta, pode aderir se quiser usando a lei das compensações, e com um pouco da barriga somente aparecendo. Preferencialmente, a partir do umbigo para cima. Quanta polêmica para uma tendência só, hein?

||||| 0 amei! |||||