Moda

Confissões de uma mulher básica

1 de abril de 2016

Comentários

  • Gabriela Peralva Dunham

    Nossa, me identifiquei uns 120% com esse post! Também venho já há uns meses passando por essa crise de estilo (agravada por uns problemas pessoais, ganho de peso, etc) e nessas tenho me descoberto cada vez mais amante do básico tb. E realmente é difícil não virar um live action da Turma da Mônica quando vc só sente realmente confortável em pouca peças do armário; a saída por aqui tb tem sido os acessórios

    • livbrandao

      Acessórios e criatividade <3

  • Vivian Fróes

    Liv, ainda ontem falava sobre isso lá no insta. Uma foto minha bombou por lá (inclusive na #modicesinspira) e uma linda me contou que estava em crise com o próprio estilo. Depois de me colocar como ~musa inspiradora~ ao lado de Carlinha e Carol Burgo (que são as minhas musas real), eu falei para ela como eu faço para chegar cada vez mais no meu estilo: me vestindo com a alma. Registro meus looks há uns bons anos e, apesar de hoje estar cada vez mais madura em relação ao meu estilo, nem sempre eu fui assim. E foi escolhendo me vestir por fora como eu me sentia por dentro que me levou a quem eu vejo no espelho hoje. Essa ideia de que a gente precisa “viver” na moda é cansativa e limitada. Como você disse bem: tem que ser divertido montar o look, tem que fazer sentido no final das contas, ele não é só uma roupa. É uma extensão de tudo aquilo que a gente é e acredita. Por isso eu acho LINDO quando as pessoas entendem quem são e o que querem. Não há nada mais legal do que essa autenticidade. E olha, apesar da miscelânea que é o meu guarda-roupas, tenho me descoberto cada vez mais feliz com peças que antes eu achava “sem graça”, então conclui que essa busca continua para o resto da vida, por que a gente não para de mudar. Então não para de evoluir e isso é lindo!

    Amei o texto, seja bem-vinda de volta!

    • livbrandao

      Exato! Hoje a minha moda sou eu quem faço, e me sinto muito mais segura pra ver as tendências, decodificar e adotar o que faz sentido pra mim, no meu tempo. <3

  • Vergonha

    Tem que ser muito autocentrada pra escrever um texto de moda falando que usa roupa normal.

  • Tita Martinucci

    ahh super me identifiquei , meu retorno de saturno me fez ver que sou básica também. Perto dos 30 a gente se reavalia tanto, que acaba encontrando a versão mais estável de nós, né? Eu que achei que era alternativa, meio anos 80, acabei me encontrando em peças básicas e em guarda-roupa mais clean e sabe que estou conseguindo enxergar e amar meu corpo assim, sem tanta informação acumulada.

  • Jamily Passarelli

    Queria te abraçar Lívia de tanto que me identifiquei! Sim, somos básicas e dói um pouquinho aceitar no começo mas depois fica tudo bem. <3

  • josa griecco

    nossa sou vc!! ahuahau

  • Cecília Oliveira

    Sério, eu poderia ter escrito isso ❤️ Liv mto amor pelo seu post. Eu sigo o deep fried ( que tava achando meio parado até pouco tempo, mas agora tá amor de novo), e te vi no boi tolo de unicórnio (reconheci seu marido primeiro e me achei mto stalker pra ir dar oi kkkkk mas qq dia me esbarro com vc pelo Flamengo). Eu me identifico mto com esse post. Tô dando uma geral no armário. Eu era farmete! Kkkk agora sou preto, branco, cinza com toques de marrom (marrom pra negra? Pq não?!) short preto cintura alta é meu nome! Agora não roube meu título de rainha das botinhas kkkkkkkk modices poderia marcar encontrinho hein hein? Beijinhos!!!

  • Natália Alves

    Ai Liv, obrigada! Por sua causa estou aliviadíssima, é isso, sou básica e pronto. E como vc mesmo disse, não quer dizer que eu seja sem graça e que me interesse menos por moda.
    Um beijo no coração.