Estilo

Consumo consciente e meus privilégios como blogueira

16 de novembro de 2015

Comentários

  • Márcia

    Consumo consciente leva em conta a origem: se as empresas envolvidas tem responsabilidade social e ambiental, a ética empresarial, a produção ( distância, o não trabalho infantil/ escravo).
    Não se trata só de ver se a roupa será usada mas de como/quem/em que condições foi fabricada, transportada e vendida. Se a matéria prima não agride (ou agrediu na produção) o meio ambiente.
    Conhecer (ou pesquisar) todos esses aspectos faz de nós um consumidor consciente (ou não).
    Consumir menos, reutilizar e reciclar também fazem parte dessa conscientização.
    Márcia

  • Mari

    Exatamente o que acontece comigo. Consumo consciente é algo que cresceu em mim e me fez querer mudar. Mas a mudança não acontece de um dia pro outro, nem de uma maneira única. Cada cabeça um mundo e cada mundo faz do jeito que acha melhor pra si. Além do que, como você disse, envolve todo um processo de desconstrução. Estamos imersos numa realidade que é difícil de sair. O mundo “fast” tomou conta das nossas vidas nos sendo apresentado com uma imagem de praticidade e facilidade, mas escondendo a má qualidade, exploração, destruição… Estamos tendo a chance de nos reorganizar. Um passo de cada vez e chegaremos lá, o importante é continuar.

  • Camila Barreto

    Carla, bom dia. Sigo você no insta a bastante tempo e com essa mania minha de julgar o livro pela capa, nunca me interessei em abrir seu blog, por achar que você era daquele tipo de menina rica, que só fala da Farm e da vida boa por ai… Ledo engano. Estou trabalhando consumo consciente na terapia e quando vi você abordando o assunto, já mudei um pouco o olhar e, quando li o post… Estou apaixonada por seu jeito de escrever. Você ganhou uma fã, admiradora total do seu trabalho. Desculpa o julgamento e parabéns por ser assim, preocupada com o mundo, abrindo mão de alguns dos privilégios de blogueira, em troca do que você acredita. Beijos enormes da sua mais nova leitora assídua.

  • Carolina

    Carla, penso se a dúvida da sua seguidora no instagram não estava vinculada à informação divulgada tempos atrás de que a Farm estava envolvida com trabalho escravo. É uma dúvida minha também, pois não vi nenhuma atualização sobre o caso depois.

  • Clarissa Cavalcante

    MARAVILHOSA! arrasou no post!!
    tenho acompanhado o amadurecimento do blog e vc é uma das únicas que fala dessa questão do consumo consciente sem ser chata ou forçada. parabéns!

    por um mundo com mais posts como esse <3

  • Anne

    Consumo consciente é uma coisa que a gente tem que praticar todo dia, pensando criticamente o que precisamos, se precisamos, se combina com nosso estilo de vida, se a produção é correta, enfim, temos que levar em conta muitos aspectos, e realmente varia de pessoa pra pessoa. Gostei muito do texto, estou aprendendo a ser mais consciente a cada dia!
    http://www.simpleness.com.br

  • Marcele Moreira

    Acabei de ler o post e achei muito interessante, talvez esse assunto tivesse que ser mais discutido entre nós blogueiras. Concordo quando você disse que cada um vai comprar de acordo com sua necessidade, por exemplo: se for uma executiva vai comprar mais roupas do que uma pessoa que trabalhe em casa. Mas ao mesmo tempo fiquei pensando…sei que a maioria das blogueiras trabalham por permuta, é muito comum, mas esse volume/quantidade de roupas, como elas vão impactar ecologicamente no futuro? Deixo essa pergunta para pensarmos e refletirmos.

    http://maisquefashionblog.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/maisquefashionblog/
    https://www.instagram.com/maisqfashion/

    Beijos.

  • kkpeixoto

    Acho muito interessante. Mas não entendo onde vão parar tantos produtos! Algumas blogueiras descartam com leitoras (tentando burlar as leis do sorteio). A maioria não. Algumas vendem roupas usadas em brechos virtuais e quando entro link…5 peças! Sinceramente? Entendo não.

  • kkpeixoto

    Acho muito interessante. Mas não entendo onde vão parar tantos produtos! Algumas blogueiras descartam com leitoras (tentando burlar as leis do sorteio). A maioria não. Algumas vendem roupas usadas em brechos virtuais e quando entro link…5 peças! Sinceramente? Entendo não.

  • Achei interessante essa forma de pensar e nunca parei para ver isso. Eu sou super consumista, mas quero parar de gastar e investir em projetos pessoais. Gastos desnecessário está fora de cogitação, e nossa, seu post me ajudou muito!
    http://www.britanicred.com/

  • Adorei o post, explica muita coisa, as pessoas realmente acham que consumo consciente é igual a não comprar nada, além do que realmente precisa, como por exemplo, duas blusas, dois sapatos, duas calças, etc… E você explicou muito bem que não precisa ser assim, parabéns <3

    http://www.pinkisnotrose.com/