Garotas não precisam de rótulos, apenas de respeito!

Semana vem, semana vai e sabemos que uma pauta sempre vai entrar em qualquer site de moda por aí: plus size. O assunto é polêmico, mas já está entrando em um consenso saudável entre consumidoras, marcas e a imprensa. Um dos melhores exemplos é o editorial que a Vogue americana publicou recentemente no seu site com modelos consideradas plus-size mostrando os sutiãs ideais para garotas com peitos maiores. Mas o incrível é que o termo ‘plus size’ não foi usado! E isso mostra que a revolução na moda está finalmente acontecendo.

Garotas com curvas não precisam de rótulos e nem de araras diferenciadas!

Lembro de uma entrevista que o personal stylist Tim Gunn (o mais fofo de todo Project Runaway) deu ao Huffington Post falando sobre como ele tem dificuldade para fazer com que os próprios estilistas vejam que fazer roupas para mulheres de tamanhos maiores é necessário e lucrativo. E ele ainda disse “quando estou trabalhando no mundo real com mulheres reais e estamos comprando, vemos que a moda parece desaparecer quando você tem um tamanho maior que 40. O quão ridículo é isso?” Sim, é ridículo. E também é bem chato ver aqueles pequenos espaços nas lojas com roupas de gosto duvidoso e apenas para “tamanhos especiais”.

Já por esses dias vimos que a Calvin Klein convidou para a nova campanha da linha Perfectly Fit Myla Dalbesio, a “maior” modelo usada pela marca até agora. Já é um passo no caminho da inclusão de mais garotas de todos os tamanhos, certo? Mas aí a Elle americana tratou logo de taxar a modelo como plus size (coisa que a marca nunca falou que ela era). Só que ela tem tamanho 38! Sim, Myla continua muito longe do tamanho normal ou comum, mas ver uma das marcas mais populares do mundo convidar uma modelo que tem um corpo um pouco mais real é sim um fator interessante. E rótulos não ajudam em nada nessa mudança (positiva)!

plus size Myla Dalbesio

Enquanto isso, esse editorial da Vogue que falamos no começo do texto mostra que não vai demorar muito para esse dia com mais possibilidades e menos rótulos chegar. Se a Vogue America já vê garotas de tamanhos maiores (os verdadeiros tamanhos da maioria das suas consumidoras) como normais, e não de um nicho específico, é só uma questão de tempo para o resto da indústria deixar essas separações de lado e ser mais abrangente.

Nadia Aboulhosn, blogueira musa

Vamos esquecer essas nomenclaturas especiais e acabar com esses cantinhos diferenciados, precisamos ver que a maioria das mulheres veste 42 ou mais! Aceita que dói menos, vai. Todas merecem chegar numa loja que tem uma vitrine incrível e encontrar um modelo que caiba em você. Não deveria ser um desafio encontrar marcas que tenham uma variedade de números e peças que são bonitas, que são tendência, que têm estilo. Afinal, todas as garotas compram roupas, e imagina que maravilhoso seria ver garotas de todos os tamanhos com mais possibilidades!

Por uma moda mais realista, sem rótulos e para todas!

||||| 25 amei! |||||

Mini tour pelo Queens, NYC

Como eu falei no primeiro post, a proposta dessa viagem era conhecer novos roteiros de turismo em NYC e eu fiquei super empolgada quando vi que nossa programação incluía um tour pelo Queens. O bairro é super famoso —vários seriados e filmes, principalmente de humor, se passam por lá, como ”Um príncipe em Nova Iorque” (um dos meus filmes favoritos da vida) — mas pouco conhecido dos turistas, então começamos o tour…

queens-nyc-9568


Conhecendo o Queens com um local
 

O nosso guia na nossa manhã pelo Queens foi o jornalista Seth Kugel, colaborador do NYTimes, que morou no Brasil por alguns anos. Ele fala português e tem um canal no youtube chamado Amigo Gringo, onde ele compartilha dicas essenciais (e super úteis) para quem quer conhecer NYC como um local, ou seja, sem pagar aqueles micos típicos de turista (brasileiro).

Seth mora no Queens há mais de 8 anos e conhece todas as curiosidades da região, que tem o maior número de imigrantes estrangeiros de NYC (questão que tá em alta por lá depois do discurso do Obama). Como nosso tour era express, o foco foi conhecer a verdadeira essência do Queens.

Quer ver diversidade étnica de NYC?

É no Queens que você vai encontrar. A cada quarteirão você tem uma bandeira de povos e nacionalidades diferentes. Em poucos minutos de caminhada pelas ruas do bairro você passa por quarteirões mexicanos, padarias colombianas, lojas indianas, agências de viagens vietnamitas e barbearias dominicanas.

Queens

Até os brasileiros se agrupam no Queens, na região de Astoria — é lá que você encontra as melhores churrascarias e os supermercados com produtos brasileiros como leite condensado e guaraná. E essa é uma característica super legal do Queens, os supermercados. Durante o passeio com o Seth, nós conhecemos um mercado indiano e lá eles vendem chás, farinhas e até Coca-Cola importada da Índia!

 

Mas a especialidade do Queens é sua gastronomia. Esqueça os restaurante chiques ou os super cool de Manhattan, aqui a onda é bem mais roots ♥. 

Queens também é o novo lugar pra se morar

É que com os preços de Manhattan estratosféricos e os do Brooklyn se equiparando ao da ilha, é no Queens que a galera tá indo morar. E o condado é enorme (maior que Manhattan, Bronx e Long island juntos) e bem suburbão, ou seja, com muito mais oferta de moradia (anúncios de novos empreendimentos imobiliários são todos do Queens). De vlogger hypada à presidente de agência de luxo de PR, todos moram no Queens.

 

Mas, o morador mais ilustre que essa vizinhança já teve foi Louis Armstrong. Ele foi um dos maiores astro da música americana — e se você acha que não conhece esse ícone do Jazz, é só apertar o play (você já ouviu essa música na vitrola do seu avô, em propaganda da tevê ou reality show musical).

Louis nasceu em New Orleans, em meio à muita (muita) pobreza (e violência), mas a música o salvou e o tornou um dos principais ídolos americanos do séc.20 (tipo o Jay-Z da época, sabe como?), por isso a casa onde ele viveu por mais de 30 anos hoje é um museu — e é muito legal conhecer museus que são nas casas das pessoas. Você consegue mergulhar no universo da pessoa de uma forma tão íntima, que começa a ver e entender toda a sua obra de uma nova perspectiva.

E assim, entendi a história por trás da sua música mais popular, a supracitada What a wonderful world. Apesar de toda a fama e fortuna, Louis e sua mulher Lucille viviam uma vida simples. Mr. Armstrong fazia sucesso por todo o mundo, conheceu presidentes, milionários, reis, sheiks e palácios, mas quando chegava em casa era só mais um simpático morador do Queens.


✶ Louis Armstrong House Museum34-56 107th Street (de terça à domingo, à tarde) 

A casa não era muito grande (tinha só 3 quartos, mas os banheiros eram pura ostentação espelhada ♥!), num bairro nada nobre, mas era onde Louis se sentia à vontade, brincando com a molecada na rua, fazendo um som na calça ou fazendo festas no seu jardim florido (que deviam ser muito incríveis). Foi essa parte gostosa e simples da sua vida que ele celebrou na canção, que se tornou a mais famosa de sua carreira.

queens-nyc-9696

Além do museu do Louis Armstrong, o Queens abriga alguns dos museus mais modernos de NYC como o PS1 MoMa (de arte contemporânea) e o Museu de imagens em movimento, parques super bonitos e mais um monte de atrações (como os restaurantes típicos) que merecem dias para serem desfrutados. Astoria, me aguarde ;)

* Viajei a convite da NYCgo e Copa Airlines

||||| 8 amei! |||||

8 vestidos que você vai querer usar nesse verão

Nos primeiros dias quentes desse começo de primavera/verão, perguntamos lá na nossa página do Facebook qual era a peça que nossas leitoras mais usavam para enfrentar essas estações, e a resposta foi quase unânime: vestidos! Por isso, selecionamos 8 modelagens de vestidos que mais vão bombar nos próximos meses para você já garantir um guarda-roupa a prova de calor para derreter o mínimo possível e esbanjar o máximo de charme por aí. Vem conferir!

8 vestidos perfeitos para esse verão

T-SHIRT DRESS

Quer conforto, estilo e praticidade?  Pois os vestidos com modelagem de camiseta vão ser os seus preferidos! Se tiver uma super estampa fica melhor ainda (as de animal print e étnicas ficam incríveis). Aí você pode marcar a cintura com camisas amarradas ou cintos (a Carla usou esse truque também). Ah, e como o vestido já é bem simples, sinta-se livre para combinar com aqueles acessórios moderninhos que você já tem.

LONGO

 

No calor tudo o que a gente quer é andar com o mínimo de roupa possível, certo? Mas tem dias que não estamos muito afim de colocar nossa figura tanto à mostra pelas ruas, e é aí que os vestidos longos entram em ação. Mas, pra atualizar o look invista nos modelos com fenda que é fresquinho e ainda dá um super efeito (sexzy) quando você anda. Como esse que a Carla tá usando que é da Osklen (emprestado da Mila). Para fazer a moderna, experimente usar com um tênis branco ;)

MULLET

Sim, pode resgatar aquele vestido mullet que você tem guardado por aí e fazer a tendência ressurgir (J.Law usou o modelo numa pré-estreia de Jogos Vorazes esses dias) como a Carol Burgo. É ele que vai te proteger daquele super vento que às vezes bate e levanta o vestido (#realidades). Beijo pra essa cauda que salva a dignidade dos nossos bumbuns! E para atualizar a peça, tente usar com os acessórios que vão estar em alta no verão.

COSTAS NUAS

 

Sensualizar é preciso, e sair do óbvio também. Então deixe os decotes de lado e invista nas costas nuas: as marcas estão cheios de modelos nesse estilo desde os mais “girlie” como o da Carol Dieckmann, até os mais 90s de alcinhas fininhas e trançados nas costas que são uma graça! 

VESTIDINHO BRANCO

 

Não adianta, você vai acabar querendo trocar o vestidinho preto por um branco. É a ordem natural das coisas, é o clima solar influenciando, é a vontade de destacar o bronzeado que você suou tanto pra conseguir. E pode caprichar nos acessórios estilosos como a bolsa de franjas que nem a Ju Paes fez pra passear no shopping com os filhotes.

ACINTURADO

 

 

Esse vestido da Leader que a Camila tá usando tem aquela modelagem perfeitinha que todas usam e amam. É só marcar a cintura e ter uma cor ou estampa interessante que pronto — você tem o vestido ideal pra looks cheios de charme pra curtir a vida offline (e fazer bonito na online)!

DE ALCINHAS

 

Para os dias de quase 40º vestidos de alcinha são uma delícia! Ainda bem que eles estão super em alta e você vai poder encontrar muitas opções por aí. Essa modelagem é super versátil, já que você pode usar o sutiã como acessório, pra combinar prefira bijoux fininhas e use sapatos e bolsas mais delicadas.

MANGA 3/4

Tenha esperança de que noites mais frescas virão, e aí vai ser a ocasião perfeita para experimentar um vestido de manga 3/4. E, enquanto a manga cresce, o comprimento diminui e você pode fazer um charminho com as pernas de fora. Ah, e esse é aquele tipo de vestido que todos vão aprovar, então é uma boa opção para o Natal.

E aí, quais são seus modelos de vestidos preferidos?

||||| 11 amei! |||||

Look da Carla: jardineira e tênis branco

Pintar o cabelo de uma cor colorida muda tudo: como você se vê, como o mundo te vê e, principalmente, sua relação com as roupas. E é muito doido isso porque, de repente, eu que sou a rainha das estampas e cores vibrantes, me vi querendo usar apenas preto, branco e cinza e peças com mais linhas retas — ou seja, um estilo minimalista que representa algo em torno de 1% do meu guarda-roupa (e que nunca foram usadas juntas).

Fazer uma transformação radical é isso também, descobrir cantinhos inexplorados da sua personalidade e encontrar novas vontades, gostos e desejos. É ver um reflexo inesperado de si mesma. É bem divertido. E é também ser obrigada a pensar fora da caixinha e repensar todas as fórmulas prontas.

Me vi querendo me vestir tal igual às blogueiras nórdicas cujo estilo sempre admirei, mesmo sendo tão diferente do meu. Assim, me apeguei à estética dos anos 90 (argola, jardineira, tênis branco) com sua pegada mais clean, menos loucurinha, de roupas mais básicas e comuns. Fashionistas dirão que é normcore. E talvez seja mesmo.

Carla Lemos

Carla Lemos

Carla Lemos

Carla Lemos

Carla Lemos

camiseta (amando essa nova modelagem) Hering
jardineira (de veludo coletê ♥︎) Urban Outfitters
tênis branco M2000
bolsa Seanite
óculos Dafiti

||||| 5 amei! |||||