Por que voltamos a usar camisetas em quase todos os looks?

Não tem jeito… Nosso armário e nossos looks estão tomados por camisetas e a gente quer saber: por que as camisetas voltaram a ser as protagonistas da moda?

Sim, a gente realmente acha que 2016 é o ano oficial do protagonismo das camisetas nos nossos looks. Temos que admitir que tudo isso começou a se construir no ano passado, em que fomos deixando blusinhas-arrumadinhas-femininas para trás, e agora na hora de sair com as migas a gente só pensa em qual é a camiseta da vez.

img_0926

Carla com camiseta Modices + Chico Rei

Apesar de ser uma peça despojadíssima e, portanto, não fazer parte da realidade do dia a dia de quem tem um emprego formal, as camisetas estão ganhando cada vez mais adeptos para as mais diversas situações. E não, isso não é nenhuma novidade ou tendência, é só um comportamento que está acontecendo a nossa volta – e a gente tem algumas teorias para ele:

♥ As ~blusinhas tão muito caras e há poucas opções de modelos. Depois de passarmos alguns anos no reinado das batas estampadas, regatas de seda, camisas, blusas mais elaboradas, hoje vemos muita cropped, muito recorte e coisas que não funcionam para uma boa parte da galera. Além de caras, muito caras.

♥ As camisetas tem aquele quê de roupa sem gênero que a gente tá amando. E empurradas pela ~onda do empoderamento, estamos explorando mais com elas!

♥ Falando em empoderamento, as camisetas são ótimos veículos para – literalmente – mostrar sua mensagem ao mundo. Então, as estampas girl power, as engraçadinhas, as estampadas de “piadas internas” estão sendo o ponto forte dos nossos looks.

♥ Aquele cansaço com a moda que a gente vem comentando faz com que a gente procure opções mais básicas, versáteis e que tenham uma durabilidade mais garantida. Elas podem ser o ponto focal do look ou apenas a tela em branco pra gente exercer a liberdade poética na moda.

♥ Estamos comprando cada vez mais pela internê e não tem nada mais fácil de comprar e entender as medidas do que as camisetas.

♥ Falando nisso, é uma das peças mais democráticas, né?

Inspirações vida real:

ESPORTIVAS PRA QUEM É DO ESPORTIVO

BÁSICAS EM LOOKS NADA BÁSICOS

QUE “DIZEM” ALGUMA COISA

img_8970

Mais uma <3 da coleção Modices + Chico Rei

A camiseta também está sendo parte total dos seus looks do dia a dia? Mostra pra gente no #modicesinspira!

||||| 11 amei! |||||

Papo de Mulher pra Mulher | Desconstruindo as regras da moda

Se você me acompanha há alguns anos, sabe que por aqui a moda sempre foi encarada como um caminho para encontrar a si mesma – e nunca como um conjunto de regras a serem seguidas. É claro que, lá nos primórdios do Modices, eu nem falava de empoderamento (e nem sabia que essa palavra existia), mas quanto mais lemos, aprendemos e participamos de coisas relacionadas a feminismo e representatividade, mais percebemos o papel da moda na conquista da identidade e individualidade da mulher. E isso vale para todas nós, concordam?

marisa-girl-power

Foi por isso que eu fui conversar lá no #PapodeMulherparaMulher na Marisa – um bate papo que coloca mulheres empoderadoras (e empoderadas, claro!) da moda para falarem um pouco mais sobre esse mundo – e trocar ideia sobre Ditadura da Moda. Aposto que não é a primeira vez que você ouviu falar nesse termo, mas você já parou (realmente) para pensar nele e o quanto ele pode ser nocivo para nós mulheres?

Pois é, a ideia desse papo aqui é começar a desconstruir isso para que todas nós comecemos a pensar a moda como uma forma de expressar quem somos (não quem a sociedade gostaria que fôssemos) – e não é uma delícia ter uma parceira do mundo da moda que apoia esse pensamento de verdade?

“Acho que a gente pode começar a ver as regras (de moda) de uma outra forma, não vê-la como regra e sim como uma sugestão de uso.”

||||| 9 amei! |||||

De óculos com estilo, por Lentes Transitions

Eu sempre fui diferentona desde que me entendo por gente. Vocês já devem ter imaginado isso, né? E desde pequena, os óculos eram um acessório que eu desejava muito. E não só por causa da minha jornada para ter sempre algo único que expressasse ao mundo minha personalidade. Como uma típica garota fora dos padrões nascida nos anos 90, sempre me identifiquei com personagens que usavam óculos: os nerds, os deslocados, os que fugiam do normal e que, mesmo contra tudo e todos acabavam salvando o dia e sendo os grandes heróis (é Hollywood, afinal).

Carla Lemos

Pra mim, os óculos tinham a qualidade de mini-escudos fiéis – e nada me deixou mais revoltada quando nos filmes a protagonista precisava tirar os óculos para passar por uma transformação e ser realmente bonita. Eu, que realmente gostava da ideia do acessório permanente no rosto, me perguntava se não teria uma outra solução para ser linda e mantê-lo ali.

Meu sonho de usar óculos foi finalmente concretizado na adolescência com a descoberta do meu astigmatismo. Só que, como tudo na vida, não foi bem o que eu esperava. Primeiro porque na época, as opções de modelos era ínfimas se comparadas às que temos disponíveis hoje. Segundo, porque eu levei muito tempo (muito tempo mesmo) errando muito (errando muito mesmo) até achar meu combo ideal de armação e lente – e como poucas pessoas falam sobre isso, né?

Tudo que via na época e vejo hoje sobre o assunto foca em achar a armação ideal pro seu ~tipo de rosto, mas ninguém te avisa que, na prática, é a usabilidade e o estilo dos óculos que vão fazer com que você se sinta bem com eles. Pra mim, por exemplo, o que funciona são lentes grandes (tenho bochecha comprida e a lente grande harmoniza bem com meu rosto). Mas descobri que o conforto vai bem além da armação quando experimentei pela primeira vez as tais das lentes Transitions. A verdade é que eu logo “corri” pras contar pra migas no whatsapp que aquelas lentes que a gente vê nos anúncios é realmente incrível e confortável e muda a vidae eu não falaria delas aqui se não fosse real.

Carla Lemos

E é um pouco disso que eu quero conversar aqui com vocês. No Modices, nós somos pró-pequenas revoluções, é isso que eu quero fazer com a ajuda das lentes Transitions: desconstruir os mitos sobre óculos e estilo e mostrar – em uma série de posts – como escolher o melhor modelo para sua personalidade e dar aquele empurrãozinho providencial na autoestima, sem abrir mão do conforto e da função ideal dos óculos.

Por isso, queria pedir a ajuda de todo mundo compartilhando suas histórias com os óculos, suas descobertas, suas dores e suas dúvidas pra gente enxergar junto.

||||| 7 amei! |||||

Tudo sobre a nova coleção de verão da Renner

A Carla foi ao Preview de Verão da Renner e selecionou as peças mais maneiras, mais tumblr girl, mais desejáveis do mundo para mostrar pra vocês em primeira mão.

Nessa semana, a Carla deu aquele pulinho esperto em SP para conhecer o preview de verão da Renner – que dessa vez deixou para apresentar seu desfile mais “tarde” às vésperas da coleção entrar na loja, ajustando seu calendário de acordo com o brasileiro (e não com o calendário louco da moda mundial) o que já faz a gente esperar boas coisas.

Nada mais maneiro do que ir pra um preview com uma boa expectativa e ainda sim ser positivamente supreendida, né? A Renner apostou em peças mais modernas e vistosas, daqueles tipo que a gente fica com os olhinhos brilhando quando vê. E a coleção tem um forte apelo estético com muita tropicalidade, ícones pop, básicos com modelagens interessantes, além de tecidos gostosos ao toque, bolsas diferentonas, muitas flatformas e saltos tratorados, texturas interessantes e muita (muita!) peça desejo (como essa chinela GRL PWR que foi pura gritaria ao vivo, no facebook, no stories e no instagram!).

 

 

A Renner veio apostando naquilo que a gente tem mostrado por aqui há tempos: aqueles velhos mitos de “brasileira não gosta disso, brasileira não usa aquilo” estão definitivamente em processo de desconstrução e o melhor é que tem gente prestando atenção o a gente vem dizendo! E fiquei muito feliz de saber que a equipe de estilo e mkt da Renner acompanha o Modices e as nossas causas. A brasileira agora é ousada e lançadora de tendências mesmo, estamos aqui para experimentar com as silhuetas e pra vestir nosso corpo da forma que nos sentimos mais confortáveis e felizes.

LOOK DAS MINAS

Pode ficar com esse dedinho nervoso de tanto salvar esses looks no Pinterest. Styling super inspirador do Paulo Martinez (respeito) com conforto fora do óbvio, cheio de personalidade e com peças muito versáteis pra gente usar na vida real. Não é isso que a gente vem dizendo o tempo todo que quer? Só gostaria que não tivessem apenas modelo 36 :/

ACHADOS DO STORIES — @modices

Gente, e a felicidade de chegar em um lugar e ser tudo bem moderninho, meio garota tumblr? Tem um monte de peça que a gente só ficava namorando através do instagram e que ‘tá aqui bem ao nosso alcance ♥ 

A SEÇÃO DE ROUPAS PARA GAROTOS

A seção masculina da Renner é o nosso xodó aqui no Modices, simplesmente porque as garotas da equipe acabam comprando mais nessa seção do que na “feminina”. Por aqui, somos loucas pelas camisetas, as jaquetas e até as calças – afinal, as roupas acabam sendo mais funcionais do que as roupas feitas para garotas – e não estamos sozinhas nessa paixão não, viu?

Na parte feita para os boys, você encontra peças pra homens realmente mais afim de roupas diferentes: tem camisetas alongadas (e alongadíssimas), tem bermudas com as mais variadas modelagens, saruel, de moletom, tactel, mais curta, mais comprida, coletes (!) e até calças ~coloridas, porque eles também podem arrasar nos looks com novos neutros como o burgundy e o caramelo.

ACHADOS DO STORIES II — @modices

E aí, se animou tanto quanto a gente? A coleção já já chega nas lojas e, em outubro, chega uma coleção tooooda trabalhada no #GirlPower, então ‘bora começar a fazer arrumação no guarda roupa, fazer listinhas de necessidades/desejos do armário, pra quando essa coleção chegar às lojas (mas pra conseguir essa chinela GRLPWR vale arranjar uma rede de informantes, viu? vai ser correria).

||||| 11 amei! |||||